5.7 C
Gaia
Friday, December 9, 2022

Comprar agora

A cidade que os olhos vêem

Por Redacção

“Vamos sair à rua e contar uma história através de fotografias!” Foi o desafio lançado aos participantes do projecto Vozes de Gaia. Esta quarta-feira, de máquina fotográfica ou telemóvel em punho, o grupo saiu entusiasmado para as ruas de Pedroso, Carvalhos, em Vila Nova de Gaia.

Um dos propósitos da atividade foi o de captar a realidade e contar, através de uma fotogaleria, a cidade que os olhos vêem.

A poucos passos do local das sessões, o primeiro painel fotográfico aparece: um pequeno jardim com estátuas religiosas… A proprietária questiona simpaticamente qual a intenção das fotografias registadas. Neste caso, o jornalismo é também a aproximação às pessoas, informar o propósito noticioso do trabalho para que todos auxiliem a mensagem e ela seja recebida pela comunidade com clareza.

“Estamos numa sessão prática do projecto Vozes de Gaia e gostaríamos de incluir este cenário no nosso trabalho”, disse prontamente um membro do grupo. Cliques feitos, primeira diversidade ultrapassada.

Ao seguir caminho até ao Largo de França Borges, a azáfama do trânsito e das pessoas. O olhar de cada um é diferente, apesar de a tela ser exactamente a mesma. Há muito para ver, absorver, enquadrar. Criar linhas ou aplicar a regra dos terços são algumas das preocupações. No entanto, a finalidade é sempre a emoção.

Foto: Pedroso, Carvalhos (Sara Costa e Sena)

Novo desafio: recolher retratos de três diferentes comerciantes locais, rostos de quem vive a localidade de Pedroso diariamente e recebe as gentes de porta aberta. Nem todos acedem, porque ser fotografado é muito mais do que dar a sua imagem. Porém, os “fotojornalistas” não se escondem atrás da máquina e propõem fotos de perfil ou de costas.

A actividade termina no jardim do Largo, com fotografias preenchidas do verde das árvores e os bancos ocupados por quem lá deixa o tempo correr. Quem passa fica curioso com um empenhado grupo à procura da notícia no comum acontecimento.

Foto: Largo França Borges, Pedroso, Carvalhos, Vila Nova de Gaia (Sara Costa e Sena)

“Fotografar é bastante simples. É a reacção ao que é visto”, disse Elliott Erwitt, o conhecido fotógrafo de 92 anos. Os participantes reagiram à cidade e a simplicidade da história está em como a contaram.

ARTIGOS RELACIONADOS

Redes sociais

374FãsGostar
21SeguidoresSeguir
- Advertisement -